Átila Abreu vence corrida 2 da Stock Car em Mogi Guaçu

 

Átila Abreu venceu a corrida de encerramento da sétima etapa da temporada 2017 da Stock Car, disputada neste domingo (6) no Velo Città, em Mogi Guaçu (SP). Largando da primeira colocação após ser o décimo no primeiro páreo do dia, o piloto da Shell Racing manteve a primeira posição por praticamente toda a prova, deixando a liderança apenas após sua parada nos boxes.

A segunda colocação ficou com Daniel Serra, piloto da Eurofarma RC que, apesar de próximo de Átila ao longo de toda a corrida, não teve condições de tentar a ultrapassagem em nenhum momento. Gabriel Casagrande, com o equipamento da Vogel, completou o pódio ao terminar a corrida na terceira posição.

Thiago Camilo levou o carro da Ipiranga Racing ao quarto lugar, terminando a frente de Julio Campos, da Prati-Donaduzzi. Antonio Pizzonia, companheiro de Julinho, terminou em sexto, e foi seguido por Cesar Ramos, piloto da Blau Motorsport. O grupo dos dez primeiros contou ainda com Allam Khodair, da Full Time, Vitor Genz, da Eisenbahn, e Cacá Bueno, da Cimed Racing.

Após a realização da etapa de Mogi Guaçu, Daniel Serra mantém a primeira posição do campeonato, agora com 209 pontos, contra 192 de Thiago Camilo, vice-líder do campeonato. Átila Abreu aparece agora em terceiro com 167, enquanto Felipe Fraga ocupa o quarto lugar com 153. Max Wilson é o quinto com 147.

A próxima etapa da Stock Car está marcada para o dia 10 de setembro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

Confira como foi a corrida

A prova começou com Átila Abreu mantendo a primeira colocação, mesmo após ser pressionado por Gabriel Casagrande, que acabou superado por Daniel Serra. A lista dos cinco melhores ao final da primeira volta ainda contava com Sérgio Jimenez e Galid Osman, que chegou a andar pela grama na largada.

Ainda na primeira volta Denis Navarro, Ricardo Zonta e Rubens Barrichello se envolveram em um acidente, enquanto Bia Figueiredo escapou da pista e bateu. Destes, somente Bia e Zonta seguiram na corrida, e a direção de prova acionou o Safety Car pela primeira vez na segunda bateria do final de semana em Mogi Guaçu.

A relargada aconteceu na terceira volta, com Thiago Camilo ganhando a sexta posição ao superar Antonio Pizzonia. No giro seguinte, Sérgio Jimenez e Galid Osman rodaram após um toque em uma disputa por posições, em acidente que gerou um drive-through para o piloto da Hot Car algumas voltas mais tarde. Cacá Bueno tentou passar Felipe Fraga, mas foi superado por Julio Campos.

Fraga foi punido com um drive-through na quinta volta por queima de largada, e pagou a penalização na passagem seguinte. Mais atrás, Guilherme Salas superou Diego Nunes para assumir a 14ª posição. Depois, o piloto da Vogel travou boa batalha com Valdeno Brito, que acabou prevalecendo e manteve sua posição.

Na décima volta, Átila abriu um segundo de frente sobre Serra, que mantinha uma margem semelhante em relação a Casagrande. Mais atrás, Salas passou por Ricardo Maurício para assumir a 13ª posição, enquanto Valdeno foi advertido pela direção de prova. A corrida chegou a metade e viu Beto Monteiro abrir a rodada de paradas nos boxes.

Entre os líderes, Daniel Serra, Gabriel Casagrande e Thiago Camilo foram aos boxes na volta 13. Átila e Vitor Genz pararam na volta seguinte, e o piloto da Shell Racing manteve-se à frente de Serra. Felipe Fraga, que tentava uma corrida de recuperação, fez o reabastecimento na volta 15, momento em que Antonio Pizzonia assumiu momentaneamente a liderança da corrida.

Campos parou nos boxes na volta 17, enquanto Pizzonia seguiu por mais uma volta antes de fazer a troca de pneus e o reabastecimento. Neste momento, Átila reassumiu a liderança da corrida, pouco mais de um segundo a frente de Serra. Casagrande apareceu em terceiro, seguido por Camilo e Cesar Ramos, da Blau Motorsport.

Pouco depois, Cacá Bueno partiu para o ataque sobre Vitor Genz, sem conseguir a ultrapassagem. A Eurofarma RC viu Ricardo Maurício abandonar a corrida na 22ª volta. No mesmo giro, Casagrande passou a ser pressionado por Camilo em disputa pela terceira colocação. O piloto da Ipiranga Racing se aproveitou do Hero Push, mas não conseguiu a ultrapassagem na volta 23.

Átila Abreu seguiu com uma liderança tranquila para vencer pela primeira vez na temporada, e a décima na carreira.

Fonte: Torcedores.com  / Foto: Duda Bairros