Após 9 meses, Umaflex destruída em incêndio aumenta vendas e contrata

Local não tinha seguro e dono optou por não demitir nenhum funcionário.
Fábrica retoma as atividades após ser destruída por incêndio em Conchal (Foto: Ronaldo Oliveira/EPTV)

O prejuízo de R$ 15 milhões com um incêndio e a crise econômica não conseguiram impedir que a Umaflex se recuperasse em Conchal. Após 9 meses, a empresa reabriu, aumentou a produção e ainda contratou mais 50 funcionários. “Um milagre”, destacou o dono Walnei Xavier Ribeiro.

Na noite do dia 5 de agosto do ano passado, as chamas destruíram completamente a fábrica, que não tinha seguro. As causas ainda são desconhecidas.

“A gente buscou não se apegar nas dificuldades e se apegar no desafio. Lógico que a gente chorava, mas chorava a noite. De dia tinha que mostrar que estava forte para a equipe”, afirmou Ribeiro.

Nova fase

Hoje a fábrica já está reconstruída e, em 15 dias, a empresa espera que 100% da linha de produção volte a funcionar em um galpão.

Os funcionários foram avisados de que ninguém seria demitido e a maioria foi mandada pra casa para fazer banco de horas e outros foram deslocados para a fábrica da empresa no Paraná por quase um mês.

“A gente não fica muito contente em ficar longe da família, mas como a gente tem que dar um apoio para a empresa a gente foi lá fazer o melhor”, afirmou o líder de produção André Padilha.

Fábrica destruída em incêndio aumentou produção e contratou mais em Conchal (Foto: Ronaldo Oliveira/EPTV)

Produção maior e mais empregos

E como uma fênix da mitologia grega, que renasce da cinzas, o incêndio foi usado como motivação para crescer ainda mais. A produção de colchões aumentou 20% com a fabricação de 1,2 mil colchões por dia. O número de funcionários também subiu de 200 para 250.

“É um milagre, você olhar assim e depois de nove meses estar com tudo de pé. Você vê que os funcionários valorizaram mais a empresa por não ter dispensado ninguém. Os clientes passaram a comprar mais para ajudar a construir”, ressaltou o dono. As informações são do G1.

 

Dono de fábrica comemora retomada após incêndio em Conchal (Foto: Ronaldo Oliveira/EPTV)