Jovem que seria executado pelo 'tribunal do crime' é salvo pela PM em Conchal

Policiais da Força Tática chegaram ao local momentos antes de o crime acontecer.

Um jovem de 18 anos que seria assassinado por integrantes de uma facção criminosa foi salvo pela Força Tática da Polícia Militar minutos antes da execução do crime, na noite de quinta-feira (30), em Conchal. Nove homens e uma mulher foram presos.

Uma denúncia levou a PM a uma chácara na zona rural onde ocorria o ‘tribunal do crime’. Quando os policias chegaram ao local, encontraram o jovem ferido.

Morador de Araras, ele já havia sido torturado pelos suspeitos que o matariam logo em seguida. Segundo a polícia, o rapaz teria se desentendido com membros da facção e foi sequestrado e agredido.

Fuga

Alguns criminosos que participavam do julgamento conseguiram fugir pela mata. No local havia três veículos com placas de Embu das Artes, Mogi Mirim e Leme.

Os membros do grupo foram detidos e levados ao plantão central. Eles foram denunciados pelos crimes de promoção e integração de organização criminosa, ameaça, lesão corporal, sequestro e cárcere privado.

A polícia também apreendeu vários celulares que podem ser produto de furtos e roubos. Os suspeitos foram encaminhados à cadeia. As informações são do G1.