OPINIÃO: Temos tudo e não somos nada

Sociólogo critica comportamento da sociedade brasileira no campo da política.

Por Luiz Augusto Rossi*

O que acontece…

Quando Pedro Álvares Cabral chegou a sua nova terra, já estavam aqui os Espanhóis e os Holandeses, grandes navegadores. Foi feito um acordo entre Portugal, que possuía a maior esquadra: quem colonizasse a terra nova primeiro seria o dono destas terras. Portugal, o mais rápido possível, esvaziou cadeias e asilos e enviou seu povo para as terras que tudo produzia segundo “Caminha”.

Pronto, nasce o povo brasileiro.

Os primeiros habitantes só queriam vantagem em tudo. Devastaram aldeias, roubaram as índias, porém, 8 meses no mar não era fácil.

Queimaram tribos inteiras para ficar com um pé de banana, até então desconhecida pelo mundo.

Construíram cidades de pau a pique e pontes de madeira.

Trouxeram escravos e donos de engenho.

Veio a crise na Europa, italianos desembarcando nos portos.

Veio a notícia de que o Brasil era a esperança. Bombas no Japão, nasce a Liberdade.

Nasce uma nova colônia.

Militarismo, diretas já e caras pintadas. Morre Ulisses, não o guerreiro e sim o construtor. Nasce a democracia. Linda! Plena!

Nasce um brasileiro. Caras pintadas, já não há manifestações, apenas por um propósito errado.

Os novos caras pintadas estão usando a camisa da seleção brasileira (mais corrupta não há), deveriam usar a Bandeira e o Brasão.

Sentar frente à ferramenta “Facebook e dizer:- sou brasileiro! – Sou cidadão desta pátria Brasil que queima em raiva e não queima em propósito.

Cheguei ao ponto….

Não adianta fazermos passeatas para tirar “DILMA” do poder e por consequência o “PT”. Temos que fazer passeatas para retirar todos os partidos e também nossos representantes. Já viram quantos parlamentares estão no poder desde 1964 encarnados em seus descendentes?

Já notaram que quanto mais enganadores mais somos enganados? Nos Estados Unidos eles tem apenas 2 partidos, os Democratas e Republicanos. No Brasil, tínhamos apenas ARENA e MDB, fantástico! Quando cuidamos sozinhos de 30 bois temos prejuízo, quando cuidamos sozinhos de uma casa de 30 quartos, temos prejuízo. E quando cuidamos com o dedo de 48 partidos?

Nossa oportunidade de manifestação é garantida pela constituição, somos brasileiros, únicos e ricos. Temos água, flora e fauna abundantes. Temos identidade e título de eleitor, temos casa alugada ou comprada, temos clima agradável 365 dias por ano. Não temos terremoto, neve e furacões. Temos tudo e não somos nada. Temos até partidos demais. E agricultura de menos. Temos manifestações demais e empregos de menos. Temos MST demais e terras de menos. Temos Sem teto demais e muitas vendas. Temos comunistas demais e poucas ideias. Em que estamos nos transformando? Comunistas? Seres que esperam milagres? Seres que aplaudem uma festa e não o trabalho? Seres que esperam as bolsas “Louis vuitton”? Bolsa rico? Bolsa churrasco?

Bolsas caras! Muito caras!

Onde estamos?

Enclausurados em nossa cara pintada e protestando pelo incorreto sem ter o correto?
Se há necessidade de protesto, façamo-lo com causa: ”- Fora partidos!”, -“Fora Parlamento!”, “Fora Senado!” e “Fora povo corruptível”!

Na quinta-feira encerra-se o prazo para declaração de imposto de renda, quantos procuram o contador para dar um jeitinho em sua vida financeira?

Quantos passaram na frente de outros na fila de qualquer lugar? Quantos pediram para ir ao banheiro sem precisar e sim para passear? Quantos levaram vantagem em uma obra por tirar R$0,03 e procurar o dono e pedir mais R$ 3.000,00 por ter desviado o cimento? Quantos pediram a aposentadoria, sem ter contribuído um dia se quer. Quantos estão afastados por incapacidade e estão em churrascos em bares todos os dias?

Quem São culpados? Dilma? PT? PSDB?

Vamos às ruas para protestar e elevar a dignidade e o conceito de moral que o próprio povo brasileiro perdeu. Vamos resgatar a dignidade que nos mesmos perdemos. Vamos para as rua contra nós mesmos. Vamos lutar pela ética, respeito e leis mais rígidas. Lutar por uma melhor qualidade no estudo, para que tenhamos escolas de verdade e não escola de papel. Vamos lutar para que tenhamos saúde de verdade e não virose.

Somos brasileiros livres ou colonizados pelo governo da bandeira vermelha? Vamos pensar nisso!

* O autor é sociólogo e professor, escreve para o Conchal em Notícias e para diversos portais da região.