Saúde, atividade física e qualidade de vida

EXERCÍCIO BURRO NÃO FAZ EFEITO, MAS DEFEITO

Exercícios físicos, todos já sabem que são essenciais para a manutenção da saúde, o que acontece é que muita gente está fazendo de forma errada e equivocada. Já vi muitas pessoas sedentárias iniciando atividades físicas sem orientação e mesmo sem passar por exames clínicos, principalmente aqueles que estão acima do peso e com sérios riscos coronários.

Pessoas sedentárias devem começar por uma caminhada curta, e essa aos poucos vai sendo aumentada, se a pessoa persistir por noventa dias, período em que aparecem as transformações orgânicas substanciais, não conseguirá parar mais. A reação é formidável, parece que nosso corpo está à espera que se faça alguma coisa por ele.

É preciso perceber que o movimento deve estar ligado ao desejo de atingir objetivos maiores, como fortalecer o coração e ajudar o cérebro a funcionar melhor. O corpo é nosso maior patrimônio e é preciso ter cuidado com a forma que o tratamos, quem só pensa no corpo como algo a ser moldado e o maltrata por meio da malhação; ou o usa como maquina de olho apenas no rendimento físico, está muito longe de ter saúde, podemos notar isso nos vários casos de atletas com problemas cardíacos.

Para quem faz atividade física de maneira muito forte, pare e reflita. Você está dormindo convenientemente? Está se alimentando adequadamente? Então, parabéns! A atividade física ocupa lugar importante em sua vida.

O exercício não faz mais nada que levar sangue para a região trabalhada. O desenvolvimento vai acontecer depois da atividade física. Por isso é tão importante o repouso – sono -, bem como os nutrientes que circulam em seu sangue – alimentação. Sem isso, não adianta fazer exercícios físicos, pois é como o pedreiro que faz a argamassa, prepara o cimento e fica esperando os tijolos para erguer a parede, e os tijolos não vem, aí não adianta. Não vai ter parede mesmo.

O corpo de quem faz musculação, corridas ou caminhadas fica esperando os tijolos. Só que se a pessoa não se alimentar corretamente, não ingerir a proteína tão importante, mas comer gordura, fritura, açúcar, refrigerante, etc, não vai ter os tijolos circulando em sua corrente sanguínea.

Quando falo em tijolos, refiro-me aos tão importantes aminoácidos que são as unidades formadoras de proteínas, e se não há proteínas suficiente na alimentação, não haverá tijolos para erguer a saúde. Tanto o coração no trabalho aeróbico, quanto os músculos, no trabalho muscular localizado, não receberão os nutrientes para o seu total desenvolvimento.

Aí o exercício físico não só deixará de fazer efeito, como vai produzir defeito. Por quê? Porque vai tirar a saúde. A pessoa estará somente perdendo energia.

É isso aí, até a próxima.

Por Tadeu Caleffi